PARTICIPA! ENVIA AS TUAS DENÚNCIAS PARA porto@pctpmrpp.org
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Uma necessidade urgente: passar da defensiva à ofensiva

Aos trabalhadores(as) da Mactrading e da Macvila:

O que até há pouco era uma dúvida tornou-se numa certeza com o desenvolvimento do pedido de insolvência da Macvila: as encomendas de trabalhos feitas ao exterior, enquanto o fabrico praticamente parava no interior da fábrica, significavam não uma “burrice” ou falta de previsão patronal, mas uma opção clara por uma estratégia de encerramento da unidade fabril.
Agora, juntamente com o pagamento da metade em falta do subsídio de Natal aos trabalhadores da Mactrading, vieram os rumores de que havia sido requerida também a insolvência da Mactrading e uma tentativa de separar estes trabalhadores dos que ainda não receberam. Mas, em vez de divisão, o que a administração obteve foi uma justa indignação.
Já anteriormente, a resposta à tentativa de colocação de 135 trabalhadoras em lay-off demonstrou que, quando os trabalhadores se unem e assumem uma atitude de firmeza, é possível derrotar os intentos da burguesia.
Agora aproxima-se o momento em que os trabalhadores podem requerer a rescisão do contrato por justa causa (60 dias de atraso no pagamento de salário) que lhes dá o direito de exigirem, para além dos salários em dívida, uma indemnização até 45 dias de salário por cada ano de trabalho. Se não pagarem até ao fim do mês os salários é óbvio que não irão pagar os salários mais as indemnizações quando os trabalhadores assim requererem. É preciso, por isso, accionar imediatamente o Fundo de Garantia Salarial que pagará os salários em atraso e, pelo menos, uma parte das indemnizações. Se já tiverem sido declaradas as insolvências pelo Tribunal, as coisas atrasam-se um pouco quanto ao accionamento do Fundo de Garantia Salarial, porque é preciso previamente reclamar os créditos (salários em atraso mais indemnizações) ao gestor judicial e que esses créditos sejam reconhecidos.
Naturalmente que, sendo declarada a insolvência, surgirão propostas de “recuperação”, mas os ex-trabalhadores da Maconde sabem muito bem, da experiência própria, o que isso significa: subsídios do Estado a capitalistas sem que estes sequer cumpram o que contrataram e não uma verdadeira solução do problema.
E os trabalhadores ver-se-ão, na melhor das hipóteses, com o valor das indemnizações e a receber por mês e por tempo limitado um subsídio de desemprego de apenas 65% de 1/12 do salário anual. Num primeiro instante, a tendência é para muitos pensarem que se vão “desenrascar” com uns trabalhos aqui ou ali, ou gerindo bem o valor recebido. Mas a grande verdade é que ficarão no mercado de trabalho numa situação muito pior do que aquela de quando entraram.
Por isso é necessário passar rapidamente da posição defensiva da exigência exclusiva do cumprimento do que está acordado (nomeadamente do pagamento dos salários) para uma posição ofensiva de reivindicação que não só venha a melhorar a posição dos trabalhadores no mercado de trabalho como os venha a preparar para tomarem poder e a acabarem de vez com as crises de superprodução que nos assolam!
 
Luta pelo pagamento do valor do salário por todo o tempo em que o trabalhador se encontre desempregado!
Luta pela semana de 30 horas de trabalho sem redução salarial!
Luta pelo aumento geral dos salários!
 
17 de Fevereiro de 2010
Org. Reg. do Norte do PCTP/MRPP
publicado por portopctp às 16:29
link do post | comentar | favorito

.ligações

.posts recentes

. Viva o 1.º de Maio!

. Aos jovens

. Soares da Costa, ousar lu...

. Mulheres: uma metade do m...

. INÉRCIA - Palavra-chave t...

. Honra aos camaradas Ribei...

. 18 de Setembro de 1970

. Prosegur - a luta de clas...

. Casino da Póvoa de Varzim...

. Agrupamento de Escolas de...

. Bairros do IHRU de Guimar...

. STCP – Eutanásia empresar...

. Valadares - épreciso ganh...

. Transportes: resistência ...

. Não ao isolamento de Vila...

. A habitual falta de vergo...

. O desejo que tudo se esqu...

. A greve geral é parte ínt...

. SINDICALIZA-TE

. Carta aberta ao president...

. Casa do Povo de Recarei (...

. A demolição da escola pri...

. A novela das portagens da...

. Contra o pagamento de por...

. Vila d'Este - autarquias ...

. A intransigência habitual...

. Maconde: os restos...

. A intransigência habitual...

. SCUT's: a intransigência ...

. Pequenas coisas, uma gran...

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.mais sobre mim

.assuntos

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds