PARTICIPA! ENVIA AS TUAS DENÚNCIAS PARA porto@pctpmrpp.org
Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

Caridade, um ciclo vicioso de pobreza para uns e um maná para outros

Transcrevemos no essencial carta enviada pelo camarada Vladimiro onde denuncia a situação de ciclo vicioso de pobreza promovido por aqueles que, como os Albergues Nocturnos do Porto e a Segurança Social que os suporta, com caridade dizem combatê-la:

Se uma situação precária de emprego e de ausência de oportunidades de trabalho é desesperante, ficar sem casa e sem qualquer prespectiva de futuro é realmente infernal. A condição de "sem-abrigo" já não é propiamente aquele esteriótipo de vagabundo toxicodependente alcoólico que se faz vaguear pela cidade sem qualquer tipo de objectivos.

Actualmente na cidade do Porto existem centenas de pessoas na condição de "sem-abrigo". As razões devem-se, não à falta de objectivos, ou até mesmo aos fenómenos sociais das toxicomanias, mas sim devido ao desemprego crescente, à falta de oportunidades de trabalho e, consequentemente, ao descrédito de toda a máquina laboral existente que, ao que parece, subsiste de ilegalidades como provam as berlinas topo de gama e casas de luxo pertencentes às entidades patronais.

Estes novos sem-abrigo, que no passado trabalhavam — muitos dos quais até administravam pequenas empresas —, actualmente, devido essencialmente à precaridade laboral e à falta de justiça no que respeita à defesa do trabalhador, vêem-se forçados a recorrer a práticas menos lícitas como forma de sobrevivência.

O Albergue do Porto, situado na Rua dos Mártires da Liberdade, acolhe pouco mais de 90 pessoas na condição de sem-abrigo. Esta instituição... encontra-se a funcionar em condições desumanas. Dos ratos e retazanas que se passeiam pelos quartos assim que se apagam as luzes, à falta de condições de higiene mínimas obrigatórias nos balneários e casas de banho, o mais grave será então a cozinha onde se servem as refeições diárias em condições facilmente imagináveis.

As portas do Albergue abrem às 18:00 e fecham às 19:00. Quem se atrasar dorme na rua. Obviamente, estes horários e regras desfasados duma sociedade actual, extinguem completamente qualquer possibilidade, remota que fosse, de oportunidade de trabalho ou reinserção social.

Por cada "hóspede", esta instituição recebe do Estado cerca de 250 € mensais, além de todo o fornecimento alimentar completamente gratuito vindo do Banco Alimentar contra a Fome, tal como todo o pessoal voluntariado.

Além disso o Albergue do Porto, não satisfeito com os 250€ mensais por "cabeça", também cobra pessoalmente cerca de 25€ mensais a cada "hóspede", assim que um recebe o seu cheque de Rendimento de Reinserção Social. Se calhar é por esta razão que o Albergue do Porto impõe horários de acesso completamente desfasados, impossibilitando qualquer pessoa a ter um trabalho ou futura oportunidade de vida.

Convém muito aos sr.es Doutores ter a casa cheia, não fossem os seus carros de luxo estacionados à porta prova disso.

16/02/2008

Vladimiro

 

publicado por portopctp às 17:12
link do post | comentar | favorito

.ligações

.posts recentes

. Viva o 1.º de Maio!

. Aos jovens

. Soares da Costa, ousar lu...

. Mulheres: uma metade do m...

. INÉRCIA - Palavra-chave t...

. Honra aos camaradas Ribei...

. 18 de Setembro de 1970

. Prosegur - a luta de clas...

. Casino da Póvoa de Varzim...

. Agrupamento de Escolas de...

. Bairros do IHRU de Guimar...

. STCP – Eutanásia empresar...

. Valadares - épreciso ganh...

. Transportes: resistência ...

. Não ao isolamento de Vila...

. A habitual falta de vergo...

. O desejo que tudo se esqu...

. A greve geral é parte ínt...

. SINDICALIZA-TE

. Carta aberta ao president...

. Casa do Povo de Recarei (...

. A demolição da escola pri...

. A novela das portagens da...

. Contra o pagamento de por...

. Vila d'Este - autarquias ...

. A intransigência habitual...

. Maconde: os restos...

. A intransigência habitual...

. SCUT's: a intransigência ...

. Pequenas coisas, uma gran...

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.mais sobre mim

.assuntos

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds