PARTICIPA! ENVIA AS TUAS DENÚNCIAS PARA porto@pctpmrpp.org
Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Contra o estado de sítio!

A exemplo do que sucedeu com trabalhadores do metro de Lisboa, também estão a ser instaurados processos disciplinares a trabalhadores do metro do Porto com base em desobediência a requisição civil. Em Lisboa os processos deram em nada pois na maior parte dos casos não foi possível à empresa provar o conhecimento, por parte dos trabalhadores, da requisição a que estavam sujeitos e nos outros devido à pressão (incluindo vários estratagemas) do conjunto dos trabalhadores. Mas se nós aprendemos, também eles aprendem e se no metro de Lisboa não conseguiram concerteza vão querer conseguir no metro do Porto. Portanto há a necessidade de defender aqueles trabalhadores que se vão ver com o salário em risco. E não só. Também os cantoneiros do Porto em greve se viram sujeitos a requisição civil. Há quem clame contra a dimensão da requisição, mas contra o que se deve clamar é contra o princípio que, através de um quase estado de sítio, transforma de forma fácil e sem custos para as empresas a maior parte das greves em não greves. E para esmagar essa lei é necessário unir a generalidade dos trabalhadores e não só os trabalhadores afectados. Para já é preciso acautelar o salário dos trabalhadores ameaçados de desemprego, pondo na bandeira de todas as lutas o arquivamento desses processos, mas também é preciso preparar o futuro retirando a "bomba atómica" que é a requisição civil das mãos das empresas e do governo.

 

CONTRA OS DESPEDIMENTOS ARBITRÁRIOS!

CONTRA A REQUISIÇÃO CIVIL DOS GREVISTAS!

publicado por portopctp às 23:35
link do post | comentar | favorito

.ligações

.posts recentes

. Viva o 1.º de Maio!

. Aos jovens

. Soares da Costa, ousar lu...

. Mulheres: uma metade do m...

. INÉRCIA - Palavra-chave t...

. Honra aos camaradas Ribei...

. 18 de Setembro de 1970

. Prosegur - a luta de clas...

. Casino da Póvoa de Varzim...

. Agrupamento de Escolas de...

. Bairros do IHRU de Guimar...

. STCP – Eutanásia empresar...

. Valadares - épreciso ganh...

. Transportes: resistência ...

. Não ao isolamento de Vila...

. A habitual falta de vergo...

. O desejo que tudo se esqu...

. A greve geral é parte ínt...

. SINDICALIZA-TE

. Carta aberta ao president...

. Casa do Povo de Recarei (...

. A demolição da escola pri...

. A novela das portagens da...

. Contra o pagamento de por...

. Vila d'Este - autarquias ...

. A intransigência habitual...

. Maconde: os restos...

. A intransigência habitual...

. SCUT's: a intransigência ...

. Pequenas coisas, uma gran...

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.mais sobre mim

.assuntos

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds