PARTICIPA! ENVIA AS TUAS DENÚNCIAS PARA porto@pctpmrpp.org
Domingo, 11 de Novembro de 2007

Façamos de greve na função pública em preparação um êxito

Perante a impossibilidade de acordo com o governo, dada a farsa que foram as negociações, o conjunto dos sindicatos da função pública acordaram uma greve para o próximo dia 30. O ímpeto é grande, mas a greve de um dia, mesmo que com grande adesão (sempre muito difícil neste sector pelo facto de uma parte substâncial dos trabalhadores terem sido admitidos na base de concursos falseados, ou seja na base da "cunha", e portanto viverem uma situação de agrilhoamento e dependência), é apenas uma espécie de "marcar o ponto". O governo não se importará nada, dirá que é um direito e apelará à responsabilidade dos trabalhadores no sentido de estes não prejudicarem a população, como constantemente o afirma e não alterará um milímetro a sua posição (pretendendo mostrar firmeza). Embora não o diga fica até muito feliz, pois o trabalho será sempre feito, e poupará nos salários (se a adesão for de 100% poupará cerca de 0,4% da massa salarial total do ano). Portanto, há uma necessidade absoluta de transformar a greve de "marcar o ponto" em luta. E como? Já todos os trabalhadores têm consciência disso e é a greve até o governo ceder não só no que respeita às reivindicações como também em relação ao pagamento dos dias de greve. É dura, é incerta, mas é a única via, a via da luta. Uma condição de êxito na mobilização, fazendo quebrar a alguns os laços da subserviência, tem a ver com as reivindicações salariais onde deve ser adoptado o critério do valor certo, por exemplo 62,5€ de aumento para todos os trabalhadores (correspondentes a um aumento de cerca de 5% da massa salarial, considerando que o salário médio da função pública é de 1250€) em vez do critério da percentagem, onde quem recebe pouco tem aumentos ridículos e quem recebe muito tem aumentos grandes.

publicado por portopctp às 22:46
link do post | comentar | favorito

.ligações

.posts recentes

. Viva o 1.º de Maio!

. Aos jovens

. Soares da Costa, ousar lu...

. Mulheres: uma metade do m...

. INÉRCIA - Palavra-chave t...

. Honra aos camaradas Ribei...

. 18 de Setembro de 1970

. Prosegur - a luta de clas...

. Casino da Póvoa de Varzim...

. Agrupamento de Escolas de...

. Bairros do IHRU de Guimar...

. STCP – Eutanásia empresar...

. Valadares - épreciso ganh...

. Transportes: resistência ...

. Não ao isolamento de Vila...

. A habitual falta de vergo...

. O desejo que tudo se esqu...

. A greve geral é parte ínt...

. SINDICALIZA-TE

. Carta aberta ao president...

. Casa do Povo de Recarei (...

. A demolição da escola pri...

. A novela das portagens da...

. Contra o pagamento de por...

. Vila d'Este - autarquias ...

. A intransigência habitual...

. Maconde: os restos...

. A intransigência habitual...

. SCUT's: a intransigência ...

. Pequenas coisas, uma gran...

.Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.mais sobre mim

.assuntos

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds